Arquivo da categoria: Computação

Uma visão sobre os Tablets

 

 

Com todo o barulho feito em volta do Ipad da Apple, os tablets tem se tornado cada vez mais comuns. Esses dispositivos são basicamente um computador sem teclado, voltados mais para a visualização de conteúdo, como internet, vídeos, músicas, livros, jogos, etc. Descendentes de agendas eletrônicas, pda’s, smartphones e tablet-PCs (como os laptops tx da HP), sua tela sensível ao toque aliada com a miniaturização dos componentes e o poder de processamento e economia de energia dos processadores ARM são grandes atrativos para a categoria. Muitos são praticamente um celular gigante, como o ipad, que foi apelidado de “iphonão” devido a suas semelhanças tanto na aparência como nas configurações com o Iphone. Há uma grande variedade de dispositivos no mercado, e a previsão é de que mais ainda estão por vir. Encontramos desde os chineses de cerca de U$100,00 até poderosos aparelhos Samsung, HP, ASUS, e claro, o Ipad da Apple, que no Brasil não sai por menos de R$1000,00. Recursos como Wi-Fi, 3G, Bluetooth, conexões HDMI, USB e de som são comuns à categoria, e os sistemas operacionais em pleno desenvolvimento brigam por espaço e aplicativos, como IOS, ANDROID, WEBOS e WINDOWS. É um segmento muito recente e promissor, que já chegou com muito a oferecer e que com certeza ainda evoluirá bastante.

 


 

Ipad da Apple
Guia do Hardware: análise do Eken M001
Guia do Hardware: análise do Surfer
Processadores ARM
pda’s
tablet-PCs
tx da HP
Iphone
Wi-Fi
3G
Bluetooth
HDMI
USB
sistemas operacionais
IOS
ANDROID
WEBOS
WINDOWS

Anúncios

Lista: estudar HTML pela web

HTML é uma linguagem usada principalmente na composição de páginas para internet. Um arquivo HTML nada mais é do que um arquivo de texto salvo com a extensão .html (ou ainda .htm) e que tem sua formatação dada por marcações (tags), que são interpretadas por programas específicos, que dão a forma final em que a página será exibida. Tais programas são conhecidos como browsers (navegadores). É através deles que visualizados as páginas; como exemplo temos: MS Internet Explorer, Mozilla Firefox, Safari, Opera, Google Chrome, etc. A criação desses arquivos pode ser feita em qualquer editor de texto simples, como o Bloco de Notas, mas também pode ser feita através de programas específicos, como o Dreamweaver, o Nvu, etc., que facilitam bastante o trabalho. Geralmente são conhecidos com WYSWYG, que quer dizer “what you see is what you get”, algo como o “o que você vê é o que você obtém”, ou seja, editores visuais que entregam o código pronto. Seu uso não dispensa o conhecimento do código HTML, sendo seu objetivo dar agilidade ao processo.

Alguns sites com material interessante são:

Webtutoriais.com

<criarweb.com>

HTMLstaff.com

Apostilando.com

truquesedicas.com

HTML.net

Linhadecodigo.com

Por último, valide o código (verificar erros) com a ferramenta http://validator.w3.org/

OBS.: Assim como a web, o html é caracteristicamente dinâmico, ou seja, está sempre mudando, ou melhor, se aperfeiçoando e se adaptando ao usuário. Por isso atualmente o W3C, consórcio de empresas que cuidam da web, vem desenvolvendo e divulgando o HTML5, que está previsto para 2012. Com foco no conteúdo multimídia, algumas mudanças serão introduzidas, e devemos estar preparados para elas. Veja mais sobre o HTML5 no Google .

Navegador Opera no Ubuntu, Debian e derivados

O Opera é um navegador freeware bem completo e bonito, disponível para várias plataformas, inclusive celulares. Para Linux, podemos fazer o download direto do site do desenvolvedor, da mesma forma que no Windows. Mas uma das vantagens em se usar o Linux está na possibilidade de ter um sistema sempre atualizado automaticamente, inclusive os programas nele instalado. Porém, as distribuições costumam oferecer versões atrasadas dos aplicativos devido a ter que fazer testes e ainda pior, algumas personalizações nem sempre desejáveis. Então, apesar de estar disponível nos repositórios para software não-livres do Ubuntu e do Debian, podemos usar o repositório próprio do Opera, atualizando-o como qualquer outro, só que com a vantagem de obter o programa direto do desenvolvedor.

O repositório para a versão estável do navegador é:
deb http://deb.opera.com/opera/ stable non-free

já para a versão beta (instable) ou seja, de teste,  o repositório é:
deb http://deb.opera.com/opera-beta/ stable non-free

Para usar o repositório é preciso adicionar uma chave de segurança, que pode ser feita com a execução do comando, no terminal:
sudo wget -O – http://deb.opera.com/archive.key | sudo apt-key add –

Observação: Caso não saiba como adicionar repositório em sua distribuição, dê uma olhada na comunidade da distribuição ou no site do desenvolvedor, ou ainda, uma pesquisa rápida pela rede (google, bing e afins).


fontes:

http://pplware.sapo.pt/linux/repositorio-do-opera-no-ubuntu

http://www.opera.com

Navegando com Claro 3G e Ubuntu 9.10

Em um artigo anterior coloquei um link para um artigo do linux na net para conexão via claro 3G usando o modem HUAWEI E226 no Ubuntu 9.10 só que, como foi comentado pelo nosso colega, essa forma não está mais funcionando, e para conectar é preciso seguir o procedimento a seguir:

Sistema > Preferências > Conexões de rede

Vá para “Banda larga móvel” e escolha a conexão Claro 3G (ou o nome que você tiver escolhido).

Em “Editar“, vá para a aba “Configurações IPv4” e escolha a opção “Somente endereço (PPP) automático” e em seguida configure os IP’s. Um Exemplo é:

Servidores DNS: 200.169.116.22
Pesquisar Domínios: 200.169.117.252

Servidores DNS: 200.199.201.23
Pesquisar Domínios: 200.199.201.24

ou ainda, usar o OpenDNS: 208.67.222.222 e 208.67.220.220

Crie arquivos PDF com o PDFCreator

Com o PDFCreator podemos criar arquivos em PDF a partir de qualquer aplicativo com a opção de impressão. Ele é detectado como uma impressora qualquer no sistema, então basta selecioná-lo como a que se deseja utilizar e “imprimir” o arquivo em PDF. Como qualquer impressora, pode-se configurar o tipo de papel, se colorido ou monocromático e a resolução do arquivo. É possível editar os detalhes do arquivo, como título, autor, senha, etc. Interessante também é a possibilidade de “imprimir” em outros formatos, inclusive de imagem (png, jpeg, etc.). O site oficial do programa é http://www.pdfforge.org/pdfcreator.

(clique nas imagens para ampliá-las)

tela da impressora virtual

tela de edição dos detalhes, como título, data, autor e senha.

Tela de configuração do programa

Obs.: apesar do site e das imagens estarem em inglês, o programa tem a opção para instalação em português.